O paté en croute

🇫🇷

Se o patê é praticado desde a Antiguidade, a crosta só apareceu na Idade Média.

Inicialmente destinada a melhorar o cozimento e a preservação da carne, a crosta vai conquistando gradativamente cada região da França.

Derivado da palavra "massa", o patê do século XII designa uma "massa que contém carne e peixe" servida quente como entrada.

No século XIII encontramos patês frios nas ruas de Paris e também em bufês aristocráticos. A versão moderna como a conhecemos hoje teria nascido em Ain no século 17, graças à mãe de Brillat-Savarin.

Sua hora de glória surgiu no século 19 sob a pena de Victor Hugo, Alexandre Dumas ou Anatole France antes de se tornar "desatualizada" no século XX.